top of page

9 mitos e verdades sobre a barba: tudo o que você precisa saber




Existe muita informação sobre os cuidados, crescimento e manutenção da barba. Desde pequenos, os homens escutam mitos e verdades relacionados ao assunto, mas para esclarecer as dúvidas e saber o que de fato corresponde à realidade, é preciso consumir conteúdo de fontes confiáveis. 1. A genética interfere no crescimento da barba Verdade! Assim como impacta os traços do rosto e textura e cores dos pelos, a genética tem uma forte influência no crescimento da barba. É essa herança que também determina a espessura, força e volume dos fios. 2. A barba pode ficar melhor depois dos 30 anos Verdade! Ela pode ficar mais cheia. Os bulbos capilares, responsáveis pelo crescimento da barba, se desenvolvem bastante entre os 20 e 30 anos. Portanto, se a sua genética colaborar, esses bulbos produzirão fios fortes, resultando em uma barba volumosa e cheia. 3. Raspar a barba com frequência faz com que os pelos cresçam mais grossos Mito! Quando se raspa a barba, a sensação de que os fios estão mais grossos é decorrente do fato de que o pelo não foi removido por completo, apenas cortado. O fio tem uma base com mais volume, chamada raiz. A sua estrutura vai afinando até chegar à ponta, que fica visível quando a barba está mais longa. Justamente por isso, ao cortar, você passa a sentir a parte mais grossa do que anteriormente e daí vem a ideia de que os fios engrossam. 4. A barba cresce mais em períodos quentes Verdade! O clima impacta o crescimento da barba. Quando as temperaturas estão mais elevadas, os vasos sanguíneos se dilatam e contribuem para a rápida circulação de sangue e irrigação dos folículos pilosos, que são responsáveis pelo crescimento dos pelos. 5. Produtos para a barba são frescura Mito! Produtos especializados em pelos da barba trazem ótimos resultados e fazem a diferença na hidratação, lavagem e saúde dos fios. A higienização apenas com água e sabão não é o suficiente. O rosto tem um tecido sensível, que pode ressecar com o uso de sabonete comum. O mais importante é garantir que você esteja utilizando produtos de qualidade.

6. Raspar a barba no sentido contrário do crescimento faz com que ela demore mais para crescer Mito! Ao raspar a barba contra o sentido de crescimento, você gera uma dificuldade na sua remoção porque está “empurrando” os fios para dentro. Dessa forma, as lâminas não conseguem cortar o fio aparente por completo, exigindo que sejam feitas novas passadas no mesmo pedaço da pele para um resultado mais rente. O atrito entre o aparelho e a pele pode gerar foliculite, vermelhidão e irritação, mas não impactam no crescimento do fio. 7. Raspar a barba várias vezes faz ela crescer mais cheia e rápido Mito! A barba cresce no tempo que tiver que crescer independentemente da quantidade de vezes que você raspe. Como já citado anteriormente, o que influencia no crescimento é a genética e os hábitos. Na adolescência, é comum que os garotos façam a barba com mais frequência achando que isso irá impactar no crescimento, mas não há nenhuma relação. O fato é que, nessa fase da vida, a barba ainda está se desenvolvendo, então ela cresceria de qualquer forma. Já na fase adulta, a sensação pode ser de fios mais grossos, mas na realidade isso só acontece porque você corta a base deles, rente à pele. 8. Uma barba longa aumenta as chances de alergias e problemas respiratórios Mito! Basta manter a barba limpa e bem cuidada. O acúmulo de impurezas e a poluição podem fazer com que os pelos do rosto fiquem mais sujos, mas se você tiver uma boa rotina de cuidados e limpeza, não há nenhum risco. 9. Lâminas de barbear novas cortam o rosto Mito! Na realidade, as lâminas velhas ou danificadas que são um verdadeiro risco para a pele do rosto. Quando a linha de corte está gasta, a sensação é de que o intervalo entre as lâminas puxam os pelos, sendo necessário passar várias vezes para removê-los. Isso é ruim porque contribui para cortes e irritação. As lâminas novas, por sua vez, tornam o barbear mais suave, sem necessidade de pressão ou muitas passadas.